Interpretação dos sonhos, 1900, Cap.vii, seção C

Admito que há toda uma categoria de sonhos em que a incitação para eles provém sobretudo, ou mesmo exclusivamente, dos resíduos da vida diurna (…), mas a força motriz requerida pelo sonho tinha de ser fornecida por um desejo

E sigo caminhando na minha (e só minha) formação. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s